terça-feira, novembro 08, 2005

Todo mundo está revendo o que nunca foi visto..




"déjà vu": A estranha sensação de já ter visto ou vivido algo que, com certeza, está acontecendo pela primeira vez. (Nunca Aconteceu)
Não há nada de estranho em não lembrar de um livro que eu já li ou de um filme a que eu assisti; estranho (e aqui entramos no déjà vu) é eu sentir que a cena que me parece familiar não deveria sê-lo.
Tenho a sensação esquisita de estar revivendo alguma experiência passada, sabendo que é materialmente impossível que ela tenha algum dia ocorrido.
Parece que o deslizamento semântico da expressão ainda não estabilizou: já há quem use a expressão para designar simplesmente uma situação que está acontecendo pela segunda vez: "Eu não fiquei embaraçado com a cena, porque para mim ela já era um déjà vu".

No filme Matrix, Keanu Reeves vê, com um intervalo mínimo, um gato passar duas vezes por uma porta, e descreve o fato como um "déjà vu" - aqui num emprego ainda mais distante do primitivo, pois designa o fato de ele realmente ter visto uma coisa acontecer duas vezes.
Com essa atual indefinição de significados, recomendo cercar de todas as cautelas possíveis o uso desta expressão, pois nada me assegura os leitores vão entendê-la da mesma forma que eu.
Fonte: Terra Networks, S.A

Análise: Eu já revi varias vezes esses fatos, às vezes pode ser algum distúrbio (bug) "psyco"lógico, ou cerebral mesmo, mas vai entender os mistérios desse mundo profano, na minha opinião isso é uma "prova" que Deus nos mostra que estamos no caminho certo.
Não esqueça, siga o sexto sentido!

Listen -> Engenheiros do Hawaii - Filmes de guerra, canções de amor\12. Realidade virtual