segunda-feira, novembro 28, 2005

Astronauta de Mármore




Pegadas na Lua
(Samuel Rosa - Humberto Effe)

A parte que me cabe / Nesse peito seu /Novamente vai se lembrar / Sua boca era silêncio / A terra queria girar
A parte que me cabe / No teu sonho ateu / Novamente quer acreditar / Em universos infinitos / Sem nenhuma luz pra te cegar
A parte que me cabe / Nesse peito seu / Novamente vai respirar / Em lugares abafados / Onde ninguém vai passar
A parte que me cabe / Nesse espelho seu / Novamente vai desejar / O que parece inatingível / Mas faz o mundo melhorar
Eu sou uma força / Jorrando palavras / Pelos canos de vitrines e ruas / Por onde você vai trafegar /
Eu sou essa força / Abrindo suas gavetas / Tirando palavras que podem / Até te contar / Eu tenho uma força / Que deixa pegadas na lua
Na esquina por onde / Você também vai levitar